domingo, 29 de janeiro de 2012

Pr. Abílio Santana prega na AD Brás na campanha Portas Abertas

Pr. Abílio Santana

A convite do Pr. Samuel Ferreira, presidente da AD Brás, que está nos Estados Unidos, o Pr. Abílio Santana ministrou no 4º dia da campanha de Portas Abertas na sede da AD Brás, em São Paulo. O culto, que estava lotado, aconteceu na noite de 29 de janeiro de 2012. Além das apresentações musicais da igreja, como Orquestra e Coral, grupos de Adolescentes (Primeiro Amor), Jovens (Ello Eterno), Irmãs (Aliança) e Brás Adoração, também teve o louvor com Marquinhos Gomes, que cantou as músicas “Rei da glória”, “Ele não desiste de você” e “Não morrerei”.

Vindo de Salvador, onde preside a AD Brás local, o Pr. Abílio ministrou a sequência da campanha que começou no dia 8 de janeiro, cujo tema neste domingo foi “bênção da família” (Isaías 61.9). Na ministração da palavra, como texto base o pastor utilizou a passagem bíblica de Atos 16.19 a 26. Ele fez questão de destacar o trecho que relata que quando Paulo e Silas estavam louvando a Deus na prisão “todas as portas foram abertas”. O pastor disse que não sabia que o tema da campanha é Portas Abertas, mas Deus já havia colocado essa mensagem em seu coração. “Quando a Bíblia diz todas as portas, quer dizer que nenhuma ficará fechada”, frisou.

Marquinhos Gomes
Antes de começar sua pregação, o Pr. Abílio Santana fez questão de agradecer ao Pr. Samuel. “Quero aqui honrar o nome do meu líder, que é o anjo desta igreja, e agradecer por poder estar aqui neste santuário mais uma vez. Saiba que é um privilégio poder congregar aqui debaixo da autoridade do Pr. Samuel Ferreira; parabéns pelo pastor que Deus deu a vocês”, disse.  O pastor também fez uma saudação em nome da igreja que ele preside, a qual chamou de co-irmã soteropolitana: “Estamos lá na AD Brás da Cidade Baixa, em Salvador”, informou.

O terremoto sobrenatural que abre todas as portas

Catedral AD Brás lotada no 4º dia da Campanha Portas Abertas
O Pr. Abílio explicou todo o contexto antes de entrar na ministração que traria. Falou da parceria entre Paulo e Silas (ou evangelista Silvanio), que foi enviado pela igreja primitiva (como olheiro) para observar o trabalho de Paulo e ver se ele havia de fato se convertido. Quando a dupla estava em um navio indo para a Bitínia, de madrugada Paulo teve um sonho com uma pessoa que usava vestes da Macedônia e dizia para que ele fosse até lá ajudá-lo. “O Espírito de Deus está nos enviando à Macedônia”, disse a Silas. Mesmo não sabendo o que Deus tinha com eles lá, resolveram obedecer. “Depois de 10 dias ali, nada acontecia que justificasse a ida deles àquele lugar, até que encontraram uma mulher que adivinhava. Paulo enxergou que na vida dela havia demônios. Eles oraram e a mulher ficou liberta, o que trouxe grandes problemas para ele e seu companheiro de ministério”, explica o pastor, que enfatizou o poder do nome de Jesus, usado por Paulo para expelir os demônios daquela mulher.

Uma igreja atenta à palavra de Deus
A questão era que aquela moça era uma escrava e tinha vários donos que a usavam para adivinhação, conforme descrito no versículo 19. Quando Paulo expulsou aqueles espíritos, acarretou grande prejuízo a seus senhores. Por este motivo, eles criaram uma situação para que prendessem Paulo e Silas. “Se você quer levar uma vida tranquila não mexa com o diabo. Ele só se levanta contra quem mexe com ele. Eu nunca vi satanás se levantar contra quem não mexe com ele. Por isso, ele se levanta contra a igreja porque é inimiga dele”, disse o Pr. Abílio.

O pastor conta que o carcereiro recebe ordem para pender a dupla com muita segurança (no cárcere interior). Mas havia um propósito de Deus que seria cumprido na vida de Paulo e Silas, que mesmo na prisão estavam cultuando ao Senhor, até que veio o terremoto de Deus e abriu todas as portas. “Quer um conselho: treine sua assinatura, vai treinando porque rico não assina, rubrica. Deus tem coisas grandes para realizar na sua vida. Esse ano é o seu ano! Tem 12 pérolas te esperando”, profetizou.

O diabo achou que colocando Paulo e Silas no cárcere interior acabaria com eles. “Olha só, o diabo está dizendo a seu respeito: acabamos com o ministério dele, acabamos com o ministério dela... Mas o terremoto de Deus esta vindo aí!”, ministrou o pastor com veemência.

“Quantos acreditam em milagre digam amém. Se prepare para a grande virada de Deus!!! Naquele cárcere abriram-se todas as portas, que eram 12. Tem alguma porta que você gostaria que o Todo-poderoso escancarasse para você? Uma porta impossível ao homem? A porta que você precisa ter aberta, a chave está com Ele”, lembrou o pastor. “Jesus tem todas as qualificações, inclusive a de chaveiro”.

No final, o Pr. Abílio Santana disse que faria duas perguntas ao povo: E a porta? E a vitória? “Quando eu perguntar: e a porta? Você responde: Meu Deus abriu! E quando eu perguntar: E a vitória? Você bate no peito e diga: é minha!!!”. Assim toda a igreja fez e o culto foi encerrado debaixo de um grande mover do Senhor, com o louvor “Uma nova história”.

Para terminar, o Pr. Marcos Rangel, que dirigiu o culto e estava emocionado com o mover de Deus na AD Brás, agradeceu ao Pr. Samuel Ferreira pela oportunidade e ao Pr. Abílio Santana pela ministração. “A unção de Deus está aqui neste lugar. Abrace o seu irmão e diga: nós não vamos terminar este culto. Vai para casa cultuando a Deus, não deixe este culto acabar nunca”.

Adriana Bernardo

Comunicação AD Brás

Nenhum comentário:

Postar um comentário